01 Junho 2017

O Implante Dentário pode ser utilizado durante o tratamento da Doença periodontal avançada?

A doença periodontal é uma doença inflamatória que pode afetar o tecido gengival e o osso em torno dos dentes. Existem três estágios da doença: gengivite, periodontite e periodontite avançada. Surge principalmente pelo acúmulo de placa bacteriana e tártaro nos dentes e se não houver controle da doença, com o tempo ela pode levar à deterioração dos tecidos de suporte e sustentação dos dentes.

Em casos de doença periodontal avançada, dentes que perdem suporte amolecem e quase sempre têm indicação para extrações. A melhor forma de reabilitar a estética e a função oral depois das extrações, é a substituição por implantes dentários e próteses dentárias. Os implantes de titânico têm o objetivo de criar novas raízes para dar suporte a prótese dentária, que pode ser unitária, com alguns elementos ou de arcada completa.

O tratamento para substituição de dentes severamente comprometidos pela doença periodontal por implantes dentários começa com a extração dentária, limpeza dos tecidos ósseos e tratamento da inflamação gengival. Em alguns casos é possível realizar a colocação dos implantes no mesmo dia da extração dentária, mas isso depende da situação em que o paciente se encontra. São avaliados a saúde geral e bucal, e maus hábitos, como má higienização e o tabagismo). Algumas pessoas que tiveram perda óssea pela periodontite podem precisar de reconstrução óssea através de enxerto ósseo, antes de colocar os implantes dentários.

O dentista prescreve antibióticos e anti inflamatórios antes e depois da colocação dos implantes para ajudar no controle da doença e para preservar a saúde dos implantes recém colocados. O paciente recebe orientação com relação a alguns hábitos, como a higienização oral e o fumo. É recomendado que o paciente fumante e com histórico de doença periodontal tente parar de fumar, porque o tabagismo favorece a periodontite e o prejuízo dos tecidos de suporte dentário e dos implantes.

Sintomas comuns da doença periodontal em estágio inicial (reversível – possibilidade de manter o dente) e avançado (irreversível – impossível manter o dente):


>Acúmulo de placa bacteriana e tártaro
>Sangramento da gengiva durante a escovação ou com uso de fio dental
>Inchaço, vermelhidão ou dor nas gengivas
>Retração da gengiva
>Mau hálito
>Gosto ruim na boca
>Surgimento de bolsas periodontais (gengiva frouxa)
>Aparecimento de pus e secreções nas gengivas
>Dor para mastigar
>Sensibilidade exagerada com alimentos quentes ou frios
>Dentes moles
>Perda dos dentes
>Perda óssea